gototopgototop

Em discurso no Plenário, Leopoldo Meyer fala da crise econômica do Brasil e contra a volta da CPMF

1_dis

 

Na quinta-feira (8), no Plenário da Câmara dos Deputados, o Deputado Federal Leopoldo Meyer (PSB-PR), pronunciou-se durante o grande expediente, sobre a atual situação econômica do Brasil. Segundo Leopoldo Meyer, nosso sistema econômico entrou em colapso, e está tendo grave repercussão na vida de cada cidadão brasileiro.
 

“A inflação está saindo do controle, o dólar disparou, as contas públicas não fecham,  mesmo com receitas extraordinárias advindas do aumento de impostos. Estamos vivendo um cenário que se anuncia em tudo semelhante ao que existia antes do Plano Real, quando os trabalhadores eram obrigados a correr para o supermercado assim que recebiam seus salários”, disse.


 

CPMF
 

Segundo o parlamentar, como diz o nome deste tributo - a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), era para ser provisório, mas, da vez anterior, foi prorrogado por quatro vezes. “O Governo argumenta que a alíquota deste tributo é tão baixa que não vai pesar no bolso de ninguém. Mentira. A CPMF é um imposto em cascata, já que incide sobre todas as transações envolvidas em um produto. E, como a alíquota é fixa, seu peso é proporcionalmente maior sobre os mais pobres (o que, aliás, não é novidade no sistema tributário nacional)”.

 

Leopoldo Meyer finalizou com a afirmativa de que é hora de apontar alternativas que levem à retomada do crescimento sustentável da economia brasileira. “O momento é muito delicado, exige que o País reconheça seus limites e faça escolhas. Vamos pensar em longo prazo. Tenho convicção de que a sociedade, quando perceber que o esforço coordenado por todos é consistente, aceitará participar com a sua cota de sacrifício para que o País retome a trajetória de crescimento econômico com justiça social.”


Voltar