gototopgototop

Deputado Leopoldo Meyer vai a ANTT para tratar sobre obras de melhoramento das rodovias BR-376 e Contorno Leste

audienciaagnttNa ANTT, Meyer levou revindicações como construções de marginais
na BR -376 em locais prioritários, além de criticar obras realizadas
de forma insatisfatória que ao necessitar de reparos
causam filas e transtornos aos usuários do Contorno Leste

Em audiência realizada na Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT o deputado Federal Leopoldo Meyer esteve reunido com a superintendente de exploração de Infraestrutura Rodoviária, Viviane Esse, para tratar sobre obras de melhoramento das rodovias BR-376 e BR - 116 (Contorno Leste) nos trechos em São José dos Pinhais e Tijucas do Sul. Estas obras estão previstas no Programa de Exploração de Rodovia-PER da concessionária Autopista Litoral Sul.

Durante o encontro, Leopoldo Meyer levou ao conhecimento da ANTT revindicações como a construção das marginais na BR 116 (Contorno leste) entre o posto Túlio e o 17º Batalhão da Policia Militar; construção de marginal na BR-376 na localidade de Contenda, entre o posto de gasolina Tio Zico e o posto da Policia Rodoviária Federal; e implantação de passagem em desnível na BR-376, no Barro Preto.

O deputado questionou também o fato de estarem sendo construídas marginais na BR-376 em locais que não são prioridades para as comunidades locais. “Estaremos formalizando junto a ANTT nossas indicações, bem como apontando os projetos que o município de São José dos Pinhais possui de intervenções nas rodovias e sobre a possibilidade de suas execuções serem realizadas em parceria entre o município e concessionária, além da realização de obras financiadas pelas empresas que intencionam em se instalar nas rodovias” disse.

Meyer criticou novamente a ANTT e a concessionária responsável pela realização de obras no Contorno Leste sem análise da base do pavimento, pois estas estão recebendo agora obras de reforço, causando novamente filas e transtornos aos que transitam pelo contorno. Segundo o deputado, se outros critérios de analise tivessem sido utilizados na primeira obra, não seria necessário esse reforço e consequentemente evitando que os usuários da rodovia fossem novamente prejudicados. Meyer lembrou ainda que os atrasos na realização das obras pela concessionária têm sido frequentes, sendo inclusive notificadas pela própria ANTT.


Voltar