gototopgototop

Homenagem póstuma à Diretora do Colégio Estadual Guatupê Maria Eunice da Silva, do Município de São José dos Pinhais, Estado do Paraná. Indignação com a escalada da violência contra educadores no País. Protesto contra o adiamento da votação da proposta de

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 116.2.54.O Hora: 09:22 Fase: BC
Orador: LEOPOLDO MEYER, PSB-PR Data: 10/05/2012

O SR. LEOPOLDO MEYER (Bloco/PSB-PR. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, na última terça-feira fez 1 mês que Maria Eunice da Silva, professora e diretora do Colégio Estadual Guatupê, em São José dos Pinhais, minha cidade, no Paraná, com 35 anos dedicados à educação, faleceu, vítima de parada cardíaca. 
Chamo a atenção para o fato de que dias antes, no colégio dirigido por Maria Eunice, houve um tumulto envolvendo pais e parentes de alunos, tendo sido necessário chamar a Polícia para pôr fim ao confronto, durante o qual educadores da instituição foram agredidos e janelas e cadeiras foram quebradas.
Os amigos e familiares de Maria Eunice atribuem a fatalidade ao estresse que a profissional vinha enfrentando na direção do colégio nos últimos tempos. As agressões sofridas por educadores vêm tornando-se cada vez mais frequentes no cotidiano das escolas brasileiras. E não são apenas agressões verbais, mas também físicas, que acarretam situações como essa que tanto abalou Maria Eunice, ao ponto de ela, infelizmente, vir a falecer.
Junto com a nossa homenagem a essa educadora, que dedicou grande parte da sua vida ao magistério, deixamos um alerta, no sentido de que nossas escolas não deixem de ser um ambiente de aprendizado para se transformarem em palco de guerra e de afronta aos profissionais de educação, sobretudo por conta das drogas. 
Fazemos aqui um apelo no sentido de que os Governos realmente lutem contra esse mal, a fim de que não tenhamos outros mártires como Maria Eunice.
Deixo também, Sr. Presidente, meu lamento pelo fato de não termos votado ontem a PEC do trabalho escravo. Ainda ontem uma reportagem mostrou que aqui no Centro-Oeste há construtoras acusadas de utilizar trabalho escravo. É preciso que votemos essa PEC no dia 22 para acabarmos com o trabalho escravo no Brasil.
Obrigado, Sr. Presidente.


Voltar